Blog Single

18 jun

Flávia Brito é indicada à premiação internacional em cibersegurança

CEO da Bidweb está entre as 50 mulheres indicadas ao prêmio Latin America Top Women in
Cyber Security

Flávia Brito, CEO da Bidweb, foi uma das nomeadas pela LATAM Women in Cybersecurity (WOMCY) e a Women in Security & Resilience Alliance (WISECRA), duas organizações que incentivam a presença de mulheres na área de cibersegurança, um dos destaques na América Latina por seu trabalho em segurança da informação à frente da Bidweb. A premiação, que ocorreria em Miami (EUA), aconteceu em cerimônia online no dia 17 de junho, às 20h (horário de Brasília).

O Top Women in Cybersecurity reconhece a liderança de mulheres na área de segurança cibernética na América Latina, com seus esforços para aumentar a presença feminina no setor, e as premia por sua contribuição ao desenvolvimento das práticas de segurança digital.

Sócia-fundadora da Bidweb, Flávia Brito é bacharel em Direito e em Ciências da Computação, com especialização no MIT, e coordena os trabalhos da empresa, provendo segurança da informação a clientes de diversos portes em todo o Brasil. “Aceito com muita alegria essa indicação. Tomo-a como uma responsabilidade de representar as mulheres do Nordeste e no Brasil, que têm alta capacidade de assumir funções executivas e técnicas na área de segurança da informação”, afirma Flávia.

O setor de proteção e de TI como um todo ainda é majoritariamente composto de profissionais homens, mas a presença feminina tem aumentado com o tempo. “Somos capacitadas e certificadas para assumir qualquer posição no segmento de segurança da informação. Espero que esse reconhecimento que estou tendo incentive mais mulheres a entrar na área e explorar todo o seu talento e capacidade”, acrescenta Flávia.

A Premiação

O Top Women in Cybersecurity Latin America foi anunciado pela WOMCY e WISCERA na passagem do Dia Internacional da Mulher, em 8 de março de 2020, com o objetivo de promover a diversidade na força de trabalho em segurança digital. As candidaturas foram abertas, e mais de 150 nomes foram propostos, englobando profissionais de todo o segmento de cibersegurança, como engenharia, gestão, comercial, marketing, etc. Uma comissão do prêmio selecionou os 50 nomes mais relevantes, e um júri formado por profissionais de Canadá, Chile, Colômbia, Brasil, Porto Rico, Argentina e México escolherá as mulheres que mais se destacaram e contribuíram para o setor.

Related Posts

Leave A Comment